segunda-feira, 29 de dezembro de 2008


FELIZ 2009!!!!




Que esse ano que se inicia, traga muita paz, solidariedade, compaixão,caridade, harmonia e muito amor!!!
Que possamos realizar nossos sonhos, vencer nossas dificuldades, desenvolver estratégias, e sobretudo,nos amar mais e mais...


Um grande abraço carinhoso em todas (os) !
Luciana Kotaka




Aprendemos que, por pior que seja um problema ou situação, sempre existe uma saída.




Aprendemos que é bobagem fugir das dificuldades. Mais cedo ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar.




Aprendemos que perdemos tempo nos preocupando com fatos que muitas vezes só existem na nossa mente.




Aprendemos que é necessário um dia de chuva para darmos valor ao Sol, mas se ficarmos expostos muito tempo, o Sol queima.




Aprendemos que heróis não são aqueles que realizam obras notáveis, mas os que fizeram o que foi necessário e assumiram as conseqüências dos seus atos.




Aprendemos que, não importa em quantos pedaços nosso coração está partido, o mundo não pára para que nós o consertemos.




Aprendemos que, ao invés de ficar esperando alguém nos trazer flores, é melhor plantar um jardim.




Aprendemos que amar não significa transferir aos outros a responsabilidade de nos fazer felizes. Cabe a nós a tarefa de apostar nos nossos talentos e realizar os nossos sonhos.




Aprendemos que o que faz diferença não é o que temos na vida, mas QUEM nós temos. E que boa família são os amigos que escolhemos.




Aprendemos que as pessoas mais queridas podem às vezes nos ferir. E talvez não nos amem tanto quanto nós gostaríamos, o que não significa que não amem muito, talvez seja o máximo que conseguem. Isso é o mais importante.




Aprendemos que toda mudança inicia um ciclo de construção, se você não esquecer de deixar a porta aberta.




Aprendemos que o tempo é precioso e não volta atrás. Por isso, não vale a pena resgatar o passado.




O que vale a pena é construir o futuro.O nosso futuro ainda está por vir.




Então aprendemos que devemos descruzar os braços e vencer o medo de partir em busca dos nossos sonhos.




Autor desconhecido

domingo, 28 de dezembro de 2008


Esse é um ótimo momento para revermos nossas metas .
Com a proximidade do início de 2009, é importante refletirmos sobre os resultados alcançados em 2008.
Rever estratégias, verificar os erros, fazer uma avaliação completa sobre todos os aspectos de nossa vida.
Temos que pensar não só no emagrecimento, e sim no trabalho, estudos, espiritualidade, família, lazer, financeiro, saúde, enfim, diversas áreas que nos compõem .
Após esse processo, vamos realizar um novo planejamento, com metas a curto, médio e longo prazo.
Desenvolvimento de estratégias mais eficientes para alcançar nosso objetivo sem desperdiçar tempo.
Colocar prioridades, estabeler uma ordem, organização e dedicação.
Verificar todas as possibilidades e ferramentas necessárias e enquadrar em nosso planejamento.
A partir desse ponto, é só colocar em ação.
Esse é o momento de reavaliação, de organização, de colocar em prática nossos desejos.
Vamos lá ?
Luciana Kotaka
Psicóloga
Curitiba


segunda-feira, 22 de dezembro de 2008






Um Desejo de Natal


Papai Noel neste Natal eu desejo que a "Paz e a Harmonia" encontrem moradia em todos os corações.


Que a esperança seja um sentimento constante em cada ser que habita este planeta.


Desejo que o Amor e a Amizade prevaleçam acima de todas as coisas materiais.


Que as Tristezas ou Mágoas, sejam banidas dos corações, dando lugar apenas ao carinho.


Que a "Dor do Amor", encontre remédio em outro Amor.


Que a "Dor Física", seja amenizada e que Deus esteja ao lado de todos, dando muita força, fé e resignação.


Que a Solidão seja Extinta, e no seu lugar se instale a Amizade Verdadeira, e o Companherismo.


Que as pessoas procure olhar mais a sua "Volta", e não tanto para "Si" mesmas.


Que a Humildade e o respeito residam na alma e no coração de todos. "Que saibamos Amar e respeitar o Próximo como a nós mesmos".


Desejo também que meu pedido se realiza não só neste Natal, mas em todos os dias de nossas vidas!


Um Feliz Natal a todas vocês que são parte da minha "Blog Família"!


Luciana Kotaka

domingo, 21 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL !!!

QUE POSSAMOS LEMBRAR NESSE MOMENTO NO SIGNIFICADO DESTA COMEMORAÇÃO E JUNTO COM NOSSAS FAMÍLIAS , FORTALECER LAÇOS DE AFETO, AMOR, SOLIDARIEDADE,TOLERÂNCIA E RESPEITO.


QUE SEJA UM FESTA LINDA E FELIZ PARA TODAS (OS)NÓS.

PARA AOS QUE NESSE MOMENTO NÃO SE SENTEM FELIZES EM RAZÃO DE DIVERSAS SITUAÇÕES, QUE A PAZ POSSA TOMAR CONTA DE SEUS CORAÇÕES.



UM GRANDE ABRAÇO COM MUITO CARINHO
LUCIANA KOTAKA



Amor, harmonia, verdade e justiça.





Seja qual for a função que estivermos desempenhando no cenário da vida, devemos aprender o exercício do amor, harmonia, verdade e justiça.




É preciso viver a realidade do ser pela afirmação do amor. O ponto fundamental da existência é o conhecimento para criar a prontidão da participação harmônica na vida universal.







Traduzindo no cotidiano esse conhecimento em exercício de fraternidade, tolerância, trabalho consciente, construção, perdão, resignação, esperança, amor, estaremos aptos à felicidade.




O conhecimento embasado pelo amor dignifica e edifica o espírito humano.




Extraída da obra:“NO CENÁRIO DA VIDA”

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008


Compulsão - Beleza - Tristeza


Essa é uma situação que vem aumentando muito na população brasileira, em função de uma mídia forte que passa uma imagem de mulher magra como saudável, bonita e feliz.


Estamos vulneráveis a essas mensagens que muitas vezes vem dirfarçadas nas publicidades, e em outras vem bem claras e explícitas, e quando percebemos, estamos nós admirando um corpo magro (digo magérrimo).


É a era do sofrimento, pois corpo não é feito de massinha de modelar, que podemos dar a ela a forma de"Barbie", corpo cheio de curvas, porém magro - Perfeito!!!


Perfeito para quem eu pergunto? A quem serve essa moda injusta e insana? Quantas vidas em sofrimento, quantos pais perderam sua filhas amadas em função de uma anorexia e bulimia? Ah sim, as duas doenças matam....e a depressão e a "pressão" a que estão expostas?


E ainda sim acham lindo esse corpo?


E nossa origem, nossa herança, nossa história, esta que está marcada em nossos traços, estrutura corporal, nossas vivências, essas não contam?


Fico pensando quem lucra com isso, a quem querem fazer feliz? Uma idéia falsa de beleza, uma destituição do verdadeiro valor da mulher, do homem, em sua beleza mais genuína que é o seu "EU".


Quem sou, o que valho, o que posso contribuir, compartilhar...esses valores estão sendo esmagados dia após dia, ficando em seu lugar valores vazios..


Triste não? Triste ver a situação da mulher que ilustrei logo acima.


Triste é passarmos na rua e vermos crianças sem comida, sem roupa, sem banho, sem pasta de dentes , sem roupa limpa, isso é ser infeliz, isso é o que nossa "sociedade" devia estar preocupada em vender, valores reais, valores humanos como : cooperação, simpatia, respeito, amor, doação, perdão, caridade, fraternidade, entre muitos outros que poderia colocar aqui.


Vamos refletir, vamos pesar nossas verdadeiras necessidades. Não vamos comprar essa imagem falsa de corpo ideal, e sim, um corpo adequado a nossa estrutura,nossa história, vamos nos respeitar.


Deixo um abraço e um desejo que em 2009 possamos buscar sim, um corpo saudável, que nos traga bem estar, mais acima de tudo equilíbrio e serenidade!



Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica
Curitiba-PR


segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Meu grande abraço a:
- Dani - A dor e a delícia de seu quem sou
- Renata Betim - 50 kilos a menos se Deus quiser
- Dani - Qualidade de Vida
- Shilvana - Diário da Shil - Aprendendo a se light
- Juh - Framboesa com chocolate
- Pri - Priemforma
- Vivi - Emagrecer a luta de minha vida
- Vania - Cuidando do corpo
- Lau -Planet Gloss
Obrigada pelo carinho e pela confiança!
Indico todas vocês para receberem esse prêmio, pois fazem parte do meu Blog, ajudam a construí-lo ,com suas opiniões e sugestões. Seria injusta escolher algumas somente.
Um abraço a todas (os) e continuem participando!!!
Luciana Kotaka

sábado, 13 de dezembro de 2008






Os Cinco Mandamentos da Ceia de Natal Civilizada





1º Mandamento: em frente à mesa de Natal, lembre-se: está não é sua última ceia. É apenas mais uma Ceia de Natal. A sua mãe, tia, avó continuará fazendo as mesmas delícias no próximo ano.


2º Mandamento: nem tudo que está à mesa deve ir para o seu prato. O que está ali é para ser escolhido. Passe os olhos pela mesa, escolha mentalmente o que você vai comer. Só então entre em ação.


3º Mandamento: o impulso é cego e péssimo conselheiro. Para planejar diante das tentações, almoçe um prato farto de saladas, alimentos que regulam o organismo, além de uma porção de carne e um carboidrato e faça uma refeição leve no início da noite, como uma fruta por exemplo. Se você for para ceia com fome, estará fortalecendo o impulso.


4º Mandamento: satisfazer-se não é empanturrar-se. Coloque no prato seus alimentos favoritos em porções demonstrativas, lembre-se essa não é a última ceia da sua vida.


5º Mandamento: Busque um outro prazer durante a ceia de Natal, além do peru e das sobremesas. Converse com alguém querido, dê atenção às pessoas, perceba a música, respire esta data.



Adaptado da internet pela Nutricionista Marilize Tamanini

www.saudeeprazer.com.br

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008




Um Desejo de Natal


Papai Noel neste Natal eu desejo que a "Paz e a Harmonia" encontrem moradia em todos os corações.


Que a esperança seja um sentimento constante em cada ser que habita este planeta.


Desejo que o Amor e a Amizade prevaleçam acima de todas as coisas materiais.


Que as Tristezas ou Mágoas, sejam banidas dos corações, dando lugar apenas ao carinho.


Que a "Dor do Amor", encontre remédio em outro Amor.


Que a "Dor Física", seja amenizada e que Deus esteja ao lado de todos, dando muita força, fé e resignação.


Que a Solidão seja Extinta, e no seu lugar se instale a Amizade Verdadeira, e o Companherismo.


Que as pessoas procure olhar mais a sua "Volta", e não tanto para "Si" mesmas.


Que a Humildade e o respeito residam na alma e no coração de todos. "Que saibamos Amar e respeitar o Próximo como a nós mesmos".


Desejo também que meu pedido se realiza não só neste Natal, mas em todos os dias de nossas vidas!


Um Feliz Natal a todas vocês que são parte da minha "Blog Família"!
Luciana Kotaka

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008








Dia das compras...



Esse é um dos focos que trabalho e classifico como comportamento magro.


Ir as compras...


A escolha de um dia fixo para fazer as comprinhas básicas para não deixarmos nossa despensa zerada , é fundamental nesse processo de perda de peso.


A importância desse comportamento é não sermos pégos de surpresa e não termos o que comer quando chegar a hora de fazermos nossas refeições ou lanches.


Outra providência é deixarmos em nossas bolsas, no carro, no nosso trabalho, lanches rápidos,como barrinha de cereal, bolachas integral, frutas, gelatina, enfim, verificar com a nutricionista que te acompanha as opções saudáveis para esse fim.


É muito comum chegar em casa cansada no fim do dia e comer o que tem de mais fácil e rápido, não prestando atenção na qualidade e nas calorias. Essa é uma boa forma de sabotar todo o trabalho que vem fazendo, então, não é isso que você quer não é mesmo?


Esta matéria tem a finalidade de mostrar o quanto a organização é importante em nossa vida, no alcance de nossos objetivos, sejam eles quais forem. Traçar metas, estratégias, enfim, todo um processo para buscar o sucesso do caminho almejado.


Vamos então organizar nossas vidas e vencer mais este aspecto de nossa vida!


Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica
Curitiba - PR

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008



PRIORIDADES

No trabalho com sobrepeso e obesidade, tem um aspecto que acho importante trabalhar que são as prioridades.

Recebo pessoas que se sente assoberbadas de funções, aquela mulher que eu descrevi em um artigo que escrevi e postei no mês de agosto – Mulheres Equilibristas, uma jornada de peso, aonde vêem mulheres sufocadas como excesso de atividade e sem tempo para se olharem, sentirem ou se cuidarem.

Iremos sempre ter inúmeras demandas, das mais variadas, e sabemos também que nunca poderemos atender a todas elas, sendo necessário fazer escolhas, estabelecer prioridades, poder dizer não quando necessário.

Temos que separar o que é prioridade do que é importante, pois prioridade é algo da ordem do necessário, do que é preciso fazer em primeiro lugar. Desta forma, muitas vezes fazemos coisas importantes e deixamos de lado coisa de extrema necessidade, e acabamos por criar situações de estresse, cansaço físico e emocional em função dessas escolhas.

Existe outro aspecto dessa situação que é gritante, que se mostra freqüente na questão da obesidade, que é fazer tudo para o outro, não podendo nunca dizer o não, não posso, não quero.
Muitas pessoas além dos seus afazeres diários, tomam para si tarefas que não lhe competem, por não saberem recusar, ou até mesmo por uma satisfação, uma necessidade de ser o bonzinho, o que resolve tudo, e aí chegam aos consultórios médicos em busca de soluções para seu estresse, cansaço, alguns sintomas psicossomáticos, pois o corpo também grita por socorro adoecendo.

Isso também é uns dos pontos que percebo nas pessoas que estão à cima do peso, sempre cansadas, chegam a casa sem animo de fazerem comida para si, acabam por comer algo pronto ou rápido. Trabalham o dia todo e me dizem que não podem parar, não deu tempo de tomar um iogurte, ou de comer uma barrinha de cereal. Falta de tempo? Ou falta de prioridade?

Reconhecer que existem momentos que deve dar prioridade a você, fazendo uma caminhada, saindo para dançar, se presenteando com aquele batom que viu no último catálogo, enfim, inúmeras formas de se olhar, se cuidar, se amar. É necessário resgatar um tempo para si, descobrir coisas que lhe dão prazer, estabelecer estratégias, planos, momentos de alegria e satisfação.

Afinal, se você não for prioridade, o que será?
Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica
3206-6717 - 9113-1212
Curitiba- PR

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008



Que este vídeo seja motivador para que possamos orar pelos injustiçados, buscar mais paz, distribuir amor, afeto, lutar por um mundo melhor, mais humano, mais comprometido com as necessidades do nosso mundo!
Um grande abraço
Luciana Kotaka


Ansiedade pode gerar obesidade

O desequilíbrio alimentar é um dos sintomas que podem levar ao excesso de peso



A ansiedade é hoje um dos principais problemas gerados pela vida agitada e estressante nas grandes cidades. Entretanto, mesmo que esse seja um sintoma comum entre as pessoas, muitas vezes pode se agravar, acarretando situações mais graves que podem levar, por exemplo, a desequilíbrios alimentares.

Tentando encontrar uma saída para o sentimento de ansiedade, muitas pessoas acabam cometendo excessos alimentares como busca inconsciente para amenizar sensações desagradáveis – como stress, solidão, cansaço, tristeza, raiva – gerando um quadro de sobrepeso e até obesidade. Além das doenças relacionadas ao sobrepeso, como pressão alta, diabetes, doenças do coração e infarto, os efeitos emocionais também são preocupantes.

Mas mudar a forma de se alimentar não é tarefa fácil, pois todo o comportamento alimentar envolve questões físicas e emocionais – difíceis de modificar e o principal responsável pelo fracasso das dietas.

Hoje, existem métodos que auxiliam a lidar com o comportamento emocional e alimentar, como o programa Comportamento Magro. Nele, o paciente recebe tratamento personalizado e aprende a criar comportamentos adequados para perda de peso e um corpo saudável.

O foco principal desse programa é o lado emocional, onde o paciente se torna autor de seu próprio emagrecimento, aprendendo a se responsabilizar pelo processo e deixar de pensar que é a gordura que se apropria dele, sem que ele possa fazer nada. Com isso, a idéia é que a pessoa crie um comportamento magro, em que ela não se utilize da comida para compensar sentimentos.

A psicologia é um aliado no processo de reeducação alimentar e contribuem de forma significativa para que as pessoas emagreçam, mantenham-se magras, livrando-se do indesejável efeito sanfona. A psicóloga Sílvia Luciana Kotaka é especialista no tratamento da obesidade e no desequilíbrio alimentar.

Contato para entrevistas:
Sílvia Luciana Kotaka
Fone: 3206- 6717 Cel. 9113-1212
lucianakotaka@uol.com.br

quinta-feira, 27 de novembro de 2008



Natal e Ano Novo versus Comida



Resolvi falar sobre essas datas em função da proximidade delas.

Temos uma cultura muito forte que relaciona comida a datas festivas, onde esquecemos o significado a ser comemorado, trocando o mesmo pela ansiedade em se trocar presentes, comer peru, comer uvas , enfim, comidas...

É necessário resgatarmos o verdadeiro significado destas datas, nos propondo o resgate da espiritualidade, da verdadeira comemoração do natal, e o que nos traz a entrada do ano que chega.

É um dos feriados internacionais mais importantes mesmo para quem não o comemora, pois, dentre outras coisas é a referência para o calendário mundial, que marca o ano de nascimento do enviado de Deus como ano um de nossa era atual.

No aspecto alimentar, volto a ressaltar que a comida é somente um plus a mais nessa reunião, onde o que é necessário prezar é a presença de toda família reunida . Aproveitarmos para trocarmos afeto, palavras de incentivo, abraçar, beijar, enfim, comemorar.

Esses são os verdadeiros alimentos que devemos estar trocando no natal ,amor, afeto, compreensão, resgate das relações, perdão, enfim, comida necessária para nosso espírito.

Na hora da refeição devemos no alimentar normalmente, não porque não queremos ganhar peso, mas porque o saudável é não abusarmos dos alimentos, não nos fartar. Devemos sair da mesa com uma sensação de leveza e não de peso.

Vamos colocar essa meta em nossa vida?

Luciana Kotaka

domingo, 23 de novembro de 2008


Olá amigas e amigos de Blog
Aceitando a sugestão de uma colega Blogueira, a Dani, estou convidando vocês para
nos reunirmos aqui em Curitiba em dezembro, a fim de nos conhecermos e
trocarmos experiências.
A princípio pensamos no sábado a noite ou no domingo .
Aguardo sugestões e a presença de vocês!
Um grande beijo a todas!!!
Luciana Kotaka

sábado, 15 de novembro de 2008


Dietas Extremistas versus Metas Possíveis

Existe uma frase que ouvi de uma profissional da área de saúde que é a bem realista em se tratando da Obesidade:

“Dieta é contraproducente e leva a Obesidade”

É muito importante pensarmos nessa questão, pois compramos várias idéias, várias receitas e não paramos para avaliar que com tudo o que se fala do assunto, a obesidade continua crescendo.

Dietas... a todo momento surge uma nova, uma nova promessa, uma nova expectativa de que agora vai... Vai sim, novamente vamos nos enganar que desta vez vai dar certo, e vamos lá, deixar de comer isso, ou só comer aquilo e eu lhes pergunto:

Comer é para vida toda e você vai comer só isso ou fazer dieta o resto da vida ?

Nesse momento ao pararmos para pensar, veremos que isso não é possível, que queremos ter uma boa relação com a comida e, sobretudo com nós mesmas.

Temos que aprender a viver na sociedade, com as festas de família, com as festas de crianças, com a páscoa, natal, enfim, viver com a comida de forma tranqüila e não viver em função dela.

Ouço o tempo todo pessoas que dizem querem emagrecer, que fazem Reeducação Alimentar, quando na verdade fazem é privação de alimentos que são importantes para o bom funcionamento de nosso corpo e conseqüentemente para a saúde.

Será que não é momento de repensar nossos comportamentos? Nossos valores? Podemos encurtar esse processo doloroso que é o emagrecimento, ao nos permitirmos sermos orientados por profissionais qualificados, e tratar de forma conjunta os aspectos envolvidos nesse processo sofrido que é a perda de peso.
Não existe nenhuma fórmula mágica que vai tirar a gordura de nosso corpo, a não ser pela reeducação alimentar, reeducação afetiva e exercícios físicos.

Emagrecer de forma gradativa e saudável é a melhor idéia que se pode comprar.

Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica

quarta-feira, 5 de novembro de 2008


Vivemos correndo o tempo todo, e não temos muito tempo de prestarmos atenção a pequenas diferenças que acabamos por viver diariamente, mas em algum momento, quando colocarmos aquela calça, aquela que tanto gostamos e que sempre foi o cheque mate em todas as situações de emergência – SUSTO!!! Ela não nos serve mais.....

Vamos engordando devagar, aos poucos, três quilos por ano e, depois de seis em dois anos por exemplo, e quando damos por conta,estamos com 15 kg a mais. Isso acontece porque você não se vê gordo , até porque o peso foi aumentando lentamente, foi gradativo.

No momento que ocorre essa constatação, é necessário que se olhe no espelho, com coragem e pense no que pode fazer para recuperar aquela mulher que você conheceu.

Emagrecer exige uma organização de vida, determinação, e acima de tudo desejo.
Exige uma viajem ao passado em busca de um resgate do eu
ou seja,

um resgate da auto-estima.

Qualquer pessoa que queira, autenticamente, jogar fora os quilos extras, há de conseguir.

Mesmo que esse objetivo seja demorado, vai valer a pena. Mesmo que doa, vale a pena.
Dor essa que implica na reestruturação de sua rotina alimentar, mas que não precisa ser drástica e radical.

Em síntese:
Quem quiser realmente emagrecer, vai emagrecer. Mas, é preciso olhar para isso, assumir esse compromisso, não com o profissional de saúde que lhe atende, mas principalmente com você mesma!
Luciana Kotaka

sábado, 1 de novembro de 2008




O que as mensagens sobre dieta e corpo ideal veinculadas em

revistas significam para você?

quarta-feira, 29 de outubro de 2008





Método de emagrecimento visa o lado emocional

A obesidade é, atualmente, descrita como uma doença ou causadora de doença. Infelizmente, as duas coisas são verdadeiras.


Cada vez mais pesquisas comprovam que a obesidade é a grande causadora de sérios problemas para as pessoas. Os principais e mais preocupantes, são: a pressão alta, diabetes, doenças do coração e infarto.


Além de efeitos físicos, o sofrimento emocional é também uma das partes mais dolorosas desse processo, principalmente pela importância que a sociedade impõe atualmente sobre a beleza do corpo: e um corpo magro!


O fato é que a maioria das pessoas que sofrem com problemas de peso já passaram pela clássica situação do efeito sanfona, criando assim uma questão fatal: porque será que é tão difícil manter-se magro?

A resposta para isso vem de um fator importantíssimo: todo comportamento alimentar envolve questões físicas e emocionais, sendo estas das mais difíceis de mudar, contribuindo desta forma, com os freqüentes fracassos das dietas.


Hoje, existem métodos especializados para esse tipo de readaptação psicológico-emocional.


O programa de Reeducação Afeto-Cognitivo do Comportamento Alimentar (o RAFCAL) é um tratamento personalizado para atender aos aspectos comportamentais relacionados ao sobrepeso e obesidade.


O foco principal desse programa é o lado emocional da pessoa,é o paciente que se tornará autor de seu próprio emagrecimento, aprendendo a se responsabilizar pelo processo e deixar de pensar que é a gordura que se apropria dele, sem que ele possa fazer nada.


Com isso, a idéia é que a pessoa crie um comportamento magro, em que ela não se utilize da comida para compensar sentimentos – como o cansaço, estresse, solidão, raiva, entre outros – sejam eles bons ou maus.


Muitas pessoas não colocam seus sentimentos para fora e acabam engolindo tudo o que vêem pela frente, pela necessidade de sentir-se aliviada, compensada, feliz.


Partindo desse ponto, a psicologia pode contribuir para que as pessoas emagreçam, já que, nesse programa, o principal fator é o lado emocional.


Sílvia Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica

sábado, 25 de outubro de 2008



COMO SE ALIMENTAR ANTES E APÓS A ATIVIDADE FÍSICA???

Em primeiro lugar, nunca realize atividade física de estômago vazio ou com mais de 3 horas sem se alimentar. A realização de atividade física de estômago cheio, principalmente logo após as principais refeições, onde normalmente ocorre ingestão elevada de proteína e gordura, também não é aconselhável.


Dependendo do intervalo que você tem entre comer e realizar sua atividade física, deve priorizar alguns nutrientes e dispensar outros, buscando melhorar o rendimento.


O lanchinho pré-treino só será necessário se você estiver mais de 3 horas sem comer.
Antes da atividade (aproximadamente 1 hora e meia antes) faça um lanche rápido e leve. Este pode ser: maçã, pêra, suco, biscoito salgado, pães, torrada, atum, peito de peru, iogurte desnatado ou light, leite desnatado, cereal matinal, barra de cereal, dentre outros.


Neste horário preferir fontes de carboidrato, para melhorar seu desempenho físico e fazer com que seu organismo consuma açúcares e gorduras durante o exercício, e fontes de proteína, importante para a recuperação e a manutenção dos músculos.


Os carboidratos devem ser consumidos antes do exercício (para otimizar as reservas de glicogênio), durante o mesmo quando a duração for maior que 1 hora (para evitar hipoglicemia e fadiga) e após (para repor o glicogênio muscular e hepático), sempre observando a intensidade e a duração do exercício.


Caso você só consiga comer uma hora antes do exercício, então fique apenas com o carboidrato e dispense a proteína. Caso esse intervalo seja ainda menor (de 40 a 30 minutos) prefira as fontes de carboidratos com baixo índice glicêmico como maçã, pêra, iogurte, castanhas — eles demoram menos para sofrer a digestão (logo ficam menos tempo no estômago) e garantem a energia necessária para realizar o exercício.. A proteína por ter uma digestão mais lenta, não deve ser ingerida perto do horário da aula, pois pode causar mal-estar, atrapalhando o desempenho.


Depois de uma hora fazendo atividade física, os estoques de glicogênio baixam drasticamente, comprometendo o rendimento físico e as reservas do músculo. Por isso a necessidade de repor energia no meio do treino. Se você pretende perder peso não deve exagerar: 1 banana, 1 biscoito light ou 1 bebida isotônica é o suficiente.


Terminando o exercício, você deve priorize a ingestão de proteína. O ideal é consumi-la na primeira hora após o treino, pois é neste momento que as fibras musculares, que sofreram micro-lesões durante o exercício, começam a se regenerar.


O carboidratos não deve ser esquecido nesta refeição. Uma nova dose deste nutriente é novamente necessária para ajudar o corpo a se recuperar do desgaste físico provocado pelo exercício, poupando, desta forma e mais uma vez, o músculo.


Este lanche rápido e leve antes da atividade física ajuda a eliminar aquelas gordurinhas em excesso e a ganhar músculo.


Sem glicogênio (a energia vinda dos carboidratos), o corpo tem mais dificuldade de queimar gordura. Quando não ocorre esse lanche composto por fontes de carboidratos e proteína pré-exercício, o corpo “rouba” proteína da massa magra (músculo) para usar como combustível.


Neste caso, o músculo se vai e a gordura fica. Além disso, existe o risco de hipoglicemia (quando baixa a quantidade de açúcar no sangue), podendo provocar tontura e até desmaio.


Se você costuma se exercitar após o almoço ou o jantar, faça uma refeição leve e espere no mínimo duas horas. É importante que o tempo entre comer e treinar seja suficiente para que o alimento seja digerido e absorvido, evitando desconforto e garantindo reservas de glicogênio para os músculos.


Cuidados especiais devem ser tomados em relação à hidratação

Manter a hidratação constante. Deixar a garrafinha próxima e habituar-se a ingerir água sempre que possível.


A água é importante a qualquer momento (antes, durante e depois do exercício) para hidratar o corpo e manter a temperatura equilibrada.


A principal diferença a ser observada na alimentação de um indivíduo ativo é o gasto energético, pois durante o exercício físico este pode aumentar em 2-3 vezes o consumo total de calorias, variando de acordo com o tipo e duração do exercício praticado.


O balanço energético é fundamental para a manutenção da massa magra, função imune e melhora do desempenho.
Portanto uma alimentação balanceada, equilibrada em calorias e
nutrientes, compatível com o tipo de exercício realizado é fundamental para além de melhorar o rendimento, proporcionar bem estar e saúde ao indivíduo.


Consulte um nutricionista!

Dra. Emanuelle G. Fiorentin
Nutricionista CRN8 4809

- Pós-graduanda em Transtornos
Alimentares e Obesidade pela PUCPR
- Atendimento Clínico e Domiciliar
- Consultoria e Assessoria em Nutrição

E-mail:
nutri.vitta@hotmail.com

quinta-feira, 23 de outubro de 2008




Como escolher o óleo mais saudável para utilizar em seu dia-a-dia?

Eles se dividem em tantas opções, como: óleo de soja, de milho, de canola, de girassol; azeite de oliva; banha, manteiga, margarina.

Dentre tantas opções, como saber qual é o mais saudável?

Na hora da compra, você consumidor, deve estar atendo as informações nutricionais contidas no rótulo deste alimento. O melhor óleo é aquele que contém maior quantidade de gorduras benéficas a sua saúde. Essas gorduras são chamadas de insaturadas e se dividem em monoinsaturadas e poliinsaturadas. Elas são metabolizadas pelo organismo e se transformam em ácidos graxos essenciais, que atuam no controle do colesterol e na fabricação de hormônios, por exemplo.


As gorduras que fazem mal ao organismo são as saturadas. Elas estão presentes em quase todos os alimentos, porém em maior quantidade nos de origem animal, como carnes, ovos e laticínios. Quando esse tipo de gordura é ingerida em excesso leva ao desenvolvimento de doenças cardíacas e vasculares.


O ideal é optar por um alimento com pouco ou nenhuma gordura saturada e alto teor de gorduras insaturadas (mono e poliinsaturadas).


As propriedades benéficas dos óleos se perdem quando ele é esquentado até altas temperaturas. Em cozimentos rápidos ainda é possível manter as gorduras boas. O problema está nas frituras. Isso porque a temperatura alta transforma as gorduras insaturadas em saturadas, o que acontece do azeite mais caro ao óleo mais barato.


Quando o óleo começa a queimar e atinge o chamado de ponto de fumaça, ele produz uma substância chamada de acroleína, que é cancerígena. Por este motivo que o reaproveitamento de óleos para frituras é condenado.


O óleo de soja é o que demora mais a atingir esse ponto, por isso é tão usado nas frituras. Já a manteiga tem o ponto de fumaça mais baixo e não deve ser usada para fritar alimentos.


Entre os óleos vegetais, os azeites de oliva juntamente com o abacate são os campeões em índices de gordura monoinsaturada, a melhor para a saúde. Em 100 ml de azeite podemos ter até 79g de gorduras monoinsaturadas, enquanto que no óleo de milho, por exemplo, o índice é de 29g.


O azeite também é rico em polifenóis, que são antioxidantes e reduzem a formação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento do organismo. Essa substância também está presente na uva e nos vinhos.


Uma reportagem comparou rótulos de quatro tipos de óleo de uma mesma marca. Veja aqueles que contêm maior índice de gorduras boas (poli e monoinsaturadas) e ruins (saturadas) para a saúde, de acordo com o fabricante. Os valores são referentes à quantidade de uma colher de sopa de óleo.

CANOLA Gorduras saturadas - 1,0 g Gorduras poliinsaturadas - 3,7 g Gorduras monoinsaturadas - 7,3 Ômega 3 - 1,0 g


MILHO Gorduras saturadas - 1,8 g Gorduras poliinsaturadas - 5,9 g Gorduras monoinsaturadas - 4,3 g Ômega 6 - 5,7 g


GIRASSOL Gorduras saturadas - 1,4 g Gorduras poliinsaturadas - 7,6 g Gorduras monoinsaturadas - 3 g Vitamina E - 4,8 g


SOJA Gorduras saturadas - 2 g Gorduras poliinsaturadas - 7,1 g Gorduras monoinsaturadas - 2,9 g Vitamina E - 1,7 g



Dra. Emanuelle Giacomini Fiorentin - Atendendo a pedidos de colegas do Blog.
Nutricionista CRN8 4809


domingo, 19 de outubro de 2008


Transtorno Compulsivo Alimentar Periódico


Como o próprio nome diz, trata-se de um comportamento alimentar compulsivo, onde ocorre um impulso incontrolável de se comer muito, sem escolher o que, mas com uma nescessidade de se ingerir rapidamente muita comida, chegando a 10.000 calorias de uma vez só.


Esses episódios ocorrem normalmente às escondidas, pois a pessoa tem vergonha e sente muita culpa por se deixar levar por esse comportamento.


É perturbadora a sensação de falta de controle que ocorre nesses momentos, e a impotência que gera na sequência do ataque.

Esses episódios de compulsão podem ocorrer por diversos motivos, das quais cada indivíduo terá sua história pessoal que determinará esse comportamento, mas sejam elas quais forem, a nescessidade de se compensar essas situações, estão presentes na grande maioria dos casos relatados.

Alguns fatores físicos ,psíquicos e sócio culturais podem ser os disparadores desse processo, juntos ou separadamente.

Para se fechar um diagnóstico do TCAP, eles devem ocorrer pelo menos duas vezes na semana, por um período mínimo de seis meses, e contando com alguns critérios abaixo:



- Comer muito mais rápido do que o normal;

- Falta de controle no momento do episódio;


- Comer até sentir-se mal, empanturado;


-Sentir-se deprimido e culpado logo após o acontecido;

- Ingerir grandes quantidades de comida mesmo sem fome;

- Comer sozinho por sentir vergonha;


- Sentir repulsa de si mesma e angústia crescente.


Mas existe tratamento para esse tipo de comportamento, que compreende uma equipe multidisciplinar como: psicólogo, nutricionista, psiquiatra, entre outros que forem nescessários.

É de extrema importância de que no trabalho terapêutico, o sujeito tome conhecimento do porque se desencadeia sua compulsão, os sentimentos presentes, junto com a auto conhecimento e elevação da auto estima.


Cuidado porém para o seguinte: Nem todo comilão é um comedor compulsivo!



Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica



quinta-feira, 16 de outubro de 2008



Atendendo ao pedido de uma colega de Blog - COLESTEROL



A dislipidemia é a alteração da concentração de lipídeos (gorduras) no sangue, como o colesterol, por exemplo. Sua origem pode ser genética ou por estilo de vida inadequado (como o sedentarismo, tabagismo, alimentação inadequada).


O excesso de lipídeos no sangue é um sério fator de risco de doenças cardiovasculares ao provocar a aterosclerose, que é a formação de placas de gordura nos vasos que obstruem o fluxo sangüíneo. A qualidade da alimentação é primordial para a prevenção e o tratamento das dislipidemias.

Dicas para melhorar sua qualidade de vida:


Beba pelo menos dois litros de água por dia, preferencialmente nos intervalos das refeições.


O consumo excessivo de alimentos fontes de gordura como gema de ovo; carnes vermelhas de boi e de aves; miúdos de animais; leites integrais e seus derivados; embutidos (mortadela, salsicha, presunto, salame) charque, bacon e outros industrializados.


Manteiga e margarinas comuns são prejudiciais; substitua-as por produtos com 0% trans e com percentual baixo de lipídeos, leia sempre o rótulo.


Alimente-se de hortaliças e frutas, peito de aves, peixes, carne de soja, leite e derivados desnatados.


Retire a gordura aparente das carnes, a pele dos frangos e o couro de peixes.


Prefira óleos vegetais, exceto os de côco, dendê e de babaçu.


Pratique atividades físicas regularmente.


Elimine o fumo.


Consulte um nutricionista!
www.cfn.org.br



Alimentos que auxiliam na redução do colesterol sanguíneo (total e LDL) e/ou aumentar o colesterol “bom” (HDL):


- Alimentos ricos em fibras como os integrais; Hortaliças e Frutas; Leguminosas (soja, feijão, ervilha, etc).


- Azeite de oliva


- Oleaginosas como linhaça, gergelim, castanhas-do-pará e de caju, nozes.


- Peixe, principalmente os de água salgada.


- Vinho tinto de boa qualidade.


Dra. Emanuelle G. Fiorentin
Nutricionista CRN8 4809
Pós-graduanda em Transtornos Alimentares e Obesidade pela PUCPR
Atendimento clínico e domiciliar
Consultoria e assessoria em nutrição



Av. Tupy, 2221, Centro – Ed. Gold Center (Sala 702 – 7º andar) – Pato Branco
Telefones: 3225-3256 / 9115-6614 / E-mail:
nutri.vitta@hotmail.com

terça-feira, 14 de outubro de 2008





* Atendendo ao pedido de uma colega de Blog!






Ganhar peso sem ganhar gordura



Existe a falsa magra, você conhece alguma?

Pois ela tem o IMC (indíce de massa corporal) dentro do ideal, mas apresenta gordura localizada ou exames de sangue alterados.

Muitas dessas pessoas não apresentam satisfação com o peso em quilos ou até desejam mais, porém o que enxergam no espelho - as temidas gorduras acumuladas no corpo incomodam e ferem a auto-estima.

Quando se fala em ganho de peso ninguém quer uma barriga, o produto do desejo são músculos e um corpo esbelto. Ao contrário do que parece ganhar peso é mais díficil do que eliminar, pois estamos na contramão de um metabolismo mais acelerado, portanto aliar dieta e atividade física é essencial.
O resultado disso é um processo de auto cuidado que requer dedicação e planejamento das refeições e exercícios.

Alimentos de boa qualidade como frutas, verduras, latícinios magros, variedade no consumo de carnes alterando peixes, frango e bovinos, oleaginosas em doses homeopáticas e diárias, consumo moderado de gorduras insaturadas e redução de alimentos industrializados são a chave do sucesso.

Busque um nutricionista qualificado para analisar o seu consumo e personalizar as melhorias necessárias para seu caso, bem como quantificar a sua dieta rumo aos seus objetivos de saúde e estéticos.




Marilize Tamanini - Nutricionista


sexta-feira, 10 de outubro de 2008



Dez dicas de emagrecimento


1-Pratique o bom senso


Não existem tratamentos mágicos, e fazer jejum jamais, pois ficar sem comer não emagrece.


2-Informe-se


Entenda as consequências do excesso de gordura para sua saúde e os porquês de cada atitude proposta para perder os quilinhos a mais.


3-Reflexão


Buscar dentro de si as causas que o levaram a engordar vai ajudar a atacar a raiz do problema. Observe seus hábitos diários e corrija gradativamente a sua atitude em relação a alimentação.


4-Tenha paciência


Programe resultados para médio e longo prazos. As recompensas da eliminação de peso serão mais saúde, qualidade de vida e beleza física, nesta ordem.


5- Mantenha-se motivado


Acredite! Sentir-se capaz vai te dar força para não aceitar pressões, ter sempre atitudes positivas e manter-se entusiasmado. Visualize-se sempre magro, alegre e saudável.


6- Seja criativo


Use a imaginação para deixar seu prato colorido, isso o tornará mais atraente e saudável. Encontre uma distração ou hobby para desviar sua atenção da comida.


7-Programe resultados


Estabeleça metas semanais: é indispensável que elas sejam realistas e jamais representem planos impossíveis de ser alcançados. Emagrecer é muito mais do que se alimentar corretamente, é adotar um estilo de vida.


8-Ame-se


A decisão de emagrecer tem que partir de você, não faça nada para agradar aos outros. Cuide de sua aparência, sentir-se bonito e atraente vai animá-lo a prosseguir com a reeducação alimentar.


9-Discipline-se


Coma de tudo, mas sem comer tudo. Aprenda a seguir regras e rejeitar tentações. Mastigue devagar, prestando a atenção a tudo que come, procurando distinguir o sabor de cada alimento.


10-Adote hábitos saudáveis


Procure uma atividade física que lhe dê prazer e pratique-a regularmente;beba muita água e não se esqueça de cuidar da cabeça e do coração. Seu estado de espírito tem tudo a ver com o sucesso de sua reeducação alimentar.




Um grande abraço a todas

Luciana Kotaka