sábado, 31 de janeiro de 2009



Como vencer a compulsão


Precisamos partir do princípio de quem controla a comida somos nós e não ela.


Algo errado nessa frase???


É imprescindível poder identificar e escolher , o não pode comer, do que não se quer comer?


Pergunto por que quando pensamos emagrecimento, o primeiro pensamento que ocorre é o de: Não vou poder comer chocolate... Que pensamento desesperador esse não?


A grande questão não é deixar de comer o que se gosta, e sim, poder comer um pouco do que se gosta, por exemplo, um bombom.


Isso é o que chamamos de satisfação, e comportamento de se comer a caixa toda é compulsão.


O segredo é criar consciência do porque está comendo; se está com fome, se é só para acompanhar alguém, ou porque está descontando emoções na comida... E se perguntar sempre, o porquê está comendo.


Diante dessas questões, claro, o único caso que deve ser resolvido com comida é a fome. Se estiver triste, chore; se está ansiosa, tome um banho, relaxe, respire fundo; O importante é vivenciar as emoções e resolver cada uma delas com a solução mais adequada.


A partir daí você vai começar a perceber a diferença entre fome-física e fome-emocional e vencer a compulsão. Essa percepção e o reconhecimento das duas situações distintas abrem seu leque de opções, te dando instrumentos para lidar melhor com essas situações.


É você quem vai decidir se come ou não come, é você que tem que ter o controle sobre essa situação.

O que fazer...

- faça um diário alimentar, o deixe sempre perto de você. Ele tem uma função de registrar e deixar concreto o que se come.

- procure um profissional para lhe passar uma dieta equilibrada, pois a alimentação restritiva, só vai contribuir para ter novas crises de compulsão.

- o fato de começar a fazer uma reeducação alimentar, não quer dizer que nunca mais poderá comer seus alimentos preferidos, e sim, vai restringí-los um pouco, para que se cortem os excessos. Muitas pessoas querem comer tudo de uma vez, como se fosse a única vez que poderiam ver aquele alimento a sua frente.

- temos que comer para nos nutrir, é uma questão de sobrevivência. Após comer o que seria necessário para esta finalidade, devemos no levantar da mesa e procurar outras formas de satisfação, como um bom banho relaxante, sair para dançar, caminhar, ler um livro, visitar alguém que estima, e se houver questões mal resolvidas, procurar um auxílio para este fato. Assim, a comida vai ocupar o seu devido lugar.

- quando perceber que perdeu o controle sobre sua alimentação, ao invés de jogar tudo para o alto e comer ainda mais, lembre-se de que é uma pessoa humana, que como todas nós, tem deslizes, caímos, e pode levantar e prosseguir em diante, recomeçando novamente sua reeducação.

- lembre-se de seguir a orientação da nutricionista, de comer com intervalos de três em três horas. Esse processo evita novas crises de compulsão, alem de manter seu metabolismo ativo.

- após um dia estressante, passe longe da cozinha. Primeiro faça um alongamento, beba um bom copo de água e vá tomar um banho. Assim, vai estar mais calma e preparar com mais cuidado sua refeição.

- sente-se e faça suas refeições com calma. Converse com os familiares, troque informações, afeto. A comida é somente um ritual necessário. Lembre-se disso!

O mais importante, é que após tomar todas as medidas necessárias para perder peso, mesmo assim não conseguir emagrecer por não manter as orientações, é procurar um Psicólogo para poder compartilhar e solucionar, daquilo que não está determinado somente na necessidade orgânica de se alimentar, ou melhor, trabalhar o porquê está precisando se alimentar de comida e não de afeto, de carinho, de alegrias, de realizações.

O foco é identificar o que em você não está sendo bem canalizado, preenchido, que a comida está tendo que tapar...

Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica – CRP-08/06502-1
Curitiba - PR

54 comentários:

Anne costa disse...

Lu,que delícia vc fazer um post sobre isto,como vc sabe este é o meu grande problema,e vc explicando assim nos ajuda muito...amei a frase:

"É você quem vai decidir se come ou não come, é você que tem que ter o controle sobre essa situação"

Beijos e mais uma vez obrigado por nos orientar.

Fênix disse...

Já estava com saudades suas. rsrsrs
Muito bom o texto, tem ótimas dicas, coisas para refletir e colocar em prática.
Beijocas e bom domingo.

Carolissima disse...

Amei o post de hj. Com certeza, separando diariamente a fome física da fome emocional, poderemos nos livrar da obseidade!!!
Bjinhos

Char disse...

Excelente artigo Luciana e em uma excelente hora!

Mi - Por hj não! disse...

Oi Lu
Tb sou de Curitiba..
Achei barbaro esse texto, mais uma vez veio me dizer que eu sou mais forte que a comida e nao o inverso.. eu tenho o controle!
Obrigada pelos textos maravilhosos!

beijosss

Franciely disse...

Olá lu!!!!!
Estou muito feliz, porque a cada dia lendo seu blog, aprendo mais e mais.
Sou muito agradecida a você.
Bjokas e um bom fim de semana.:)

SENHORITA ALFACE CRESPA disse...

OI querida...pos muito bom...!!! Ansiosa, preocupada...dei por comer emoções...mas a tarefa a ser cumprida é parar, respirar...mudar o rumo...!!!! E vamos lá!
Xerussssssss!!

Danielle Balata disse...

Perfeito seu texto..
Faço da suas palavras as minhas..

Beijos e boa semana.

rosinha disse...

Oi...então, minha compulsão é muito mais emocional e psicologica do que fisica...quando dou aquela escapada, costumo pensar...já sai mesmo, agora vou dar aquela abusada para não passar vontade...o resto não preciso te contar né...obrigada pela orientação sempre. bj

mahzinha disse...

Muito bom o post ... =]

Voltei a ativa. Não esquece me 'seguir' de novo no blog porque perdi tudo!... Beijocas

Kasha disse...

Ameei!!

Alias, você deve conhecer um monte de nutricionistas pelo pais. Vou morar no DF e estava pensando em consultar um. Sbe onde posso descobrir o telefone de um bom nutricionista no meu estadoo??

Bjks!

Gostosura disse...

maravilha de post... amei...
gostei da definição de compulsão... posso comer um chocolate, porque eu mando na situação, não a caixa inteira, daí já é compulsão
é isso aí
bjinho

Tatiana Costa disse...

Adorei o seu artigo, Luciana. Estou linkando o seu blog ao meu, ok? Beijos

VANESSA disse...

Lu... saudadesss de ti e de seus posts, adorei esse, afinal de contas eu ja fui muito assim, mas aos pouco to me controlando e é verdade pergntar a si mesma antes de comer , faz a diferença.
bjs e otima semana

Sara GOmes ;) disse...

Oiii adorei o seu post ;D boas dicas para vencer a compulsao bgda :D boa semana pa vc beijaOO

Ale disse...

Olha é dificil mesmo em todo post vi algumas situações que fiz e agora posso ver onde errei e pq .... algumas coisas hj tento fazer diferente as x ainda pois indentifiquei a causa mas ainda erro mas estou indo...
bj

Daiene Cliquet disse...

Adorei! Gostei muito mesmo.

Mas nem sempre consigo me controlar, principalmente na TPM.

Bjocas
Daiene

Futura Garota Magra disse...

Ola
Acredito também que quem decide somos nós, mas o psicologico tambem conta nessa decisao...
Não é tao facil e racional assim...
As vezes comemos por estar feliz outras por estarmos triste...
É nessa fase que eu to...
bjs

Leila Diniz disse...

. oi Lú, minha compulsão ataca de verdade na época da dona M, no mais ela é apenas uma vontade de comer quando não estou com fome, mas de forma branda.
. eu tenho andado atarefada demais, quase pedindo socorro, rs.
. embora não tenha feito visitas nos últimos dias tenho lido a maioria de vocês, é eu passo ler quando não posto ou não comento, para não perder a linha de raciocínio de vocês.
. firme por ai e o carnaval será de muita alegria.
. beijinhos mil.
. fique com DEUS.

Luiz Augusto disse...

Lu do céuuu!
Que post esse!
Sou compulsivo demais!
Já tive cada caso de compulsão grave msm!
Teve uma vez que eu fiquei tão ansioso, compulsivo que comi um monte de coisa, msiturando salgado, doce, líquidos.. nossa, foi terrível!
Agora to conseguindo me controlar melhor!
A gente que deve ter o controlee!

Pri disse...

Oi Lu,

Adorei o post. Outra coisa que me ajuda a fugir da compilsão é programar oq vou comer no dia , assim se penso em come routra coisa penso isso não está programado .... e acabo não comendoe comenso só oq esta programado.
É ótimo ter algum como vc dando um incentivo e uma visão mais profunda do nosso procvesso de emagrecimento.

bjinhos

@line disse...

Muito bacana o post Lu, adorei!
Vejo mtas meninas falando da compulsão alimentar, graças a Deus nunca tive, mas vejo atrapalhando a beça a RA delas!
Força meninas, com vontade todas chegaremos lá!!
Bjokas e ótima semana!!

Anna disse...

E muito importante tudo o que você disse, com certeza este é o caminho.
beijos
Anna
annaviver.blogspot.com e falecomanna.blogspot.com

Silvinha disse...

Luciana, amei o post.

Hoje eu acredito que para emagrecer não é necessário se privar do que gosta, também não é necessário comer muito do que se gosta. A palavra chave no emagrecimento é equilibrio e disciplina.

Eu já identifiquei várias situações que faziam disparar o gatilho da compulsão em mim. Hoje sei me controlar e comer quando preciso e não pelos sentimentos. Sentimentos tem que ser sentidos e não engolidos.

Te parabenizo pelo seu blog ter tantas informações importantes e úteis.

Beijos

disse...

Estou tenatndo vencer minha compulsão por besteirinhas.

Tenho tido sucesso nestes últimos dias.

ótima semana Lu, tdo d baum!

Mya Schroeder disse...

Oi Lu...
Vc sempre com essas dicas e informações tão valiosas pra nós...
Obrigada por tanto carinho e dedicação!

Estou de volta a blogosfera, e cheia de saudades!

Anna disse...

Posso comentar no meu blog light( annaviver.blogspot.com), claro falando de você e o seu blog.
beijos

MONICA LEMOS disse...

LÚ AMEI SEU POST...
E QUERIA SABER DE VC SE POSSO COPIAR O TEXTO E DIVULGA-LO EM OUTROS BLOGS Q TENHO.........
ACHO Q QUANTO MAIS PESSOAS TIVEREM ACESSO MELHOR........
BJKAS MIL♥♥♥
PS: ESPERO SUA RESPOSTA.

Pri disse...

Lu,

Brigadinha pela visita.=)
Pena que vc não atende em São Paulo.

beijinhos

Kamila - My life is brilliant disse...

Teu post e um guia amiga!

De alguma maneira temos tudo nas maos para chegar aonde queremos, depende de nos !

Beijos

Cris disse...

Nossa, quanta gente conheço que desconta a ansiedade na comida! E fica ainda mais infeliz...
Bjs!

Denny disse...

Delícia de post viu Lu! Muito bom, a maioria de nos têm problemas com a comida e seguir essas dicas simples dá uma mão e tanto!


Bjocão!


FUIZ...

cintia disse...

Adorei o post de hj... muito bom e informativo! Um grande beijo e ótima semana!

Musa disse...

Sempre nos ajudando na nossa batalha. Muito obrigada pelo carinho.


Beijinhos

MONICA LEMOS disse...

MUITO OBRIGADA.........
E PODE DEIXAR VOU POR SEU NOME ,SEU CRP E SEU BLOG.
BJKASSSSSSSSS.

Denny disse...

Oi Lu!

Na verdade eu utilizei a plataforma Blogger para fazer o blog mesmo.

Apenas dei uma "remodelada" para dar uma carinha mais interessante, e depois instalei um domínio ".com" nele. Mole, mole...

E tem domínio baratinho, por R$9,00/ano (UOL) e você ainda ganha um e-mail grátis. Tipo, o meu ficou: denny@teoriasdadenny.com. Podre de chique né?


Hahahahaha...


Bjocão querida!

A Borboleta disse...

Lu...isso n é Post e um presente beijocas

Jujuzinha disse...

"Precisamos partir do princípio de quem controla a comida somos nós e não ela."
Depois que descobri esse segredinho, minha vida mudou tanto... Ótimo post! Fala sobre muitas coisas que senti, sinto e as vezes, não sei descrever...

Um super beijo e obrigada pelo carinho!!!!!!

Anna disse...

Luciana
Adoro os incentivos que você escreve, então como você tinha me autorizado, postei no meu blog:
http://annaviver.blogspot.com/
por ser muito bom para ajudar no emegrecimento.Passe lá para ver, caso não goste eu mudo ok?
beijos

Anna disse...

Estou participando do concurso onde VOCÊ Sintaligada (Mulher cadastrada na Sintaliga), faz seus comentários sobre os Blogs Femininos cadastrados na Sintaliga e acumula pontos. O concurso é válido de 01/02/2009 a 28/02/2009.
www.sintaliga.com.br
O Blog Feminino mais comentado receberá algum reconhecimento diferenciado?

Beijos
Anna

Anna disse...

Postei o seu comentário dando creditos a você claro.
vá lá no http://annaviver.blogspot.com/
Qualquer coisa me escreva.
beijos

Dani disse...

Oi Lu!!!
Falou e disse amiga!!!
Acredito que o me afastou da RA foi a compulsão mesmo, restringi muito as minhas refeições nos últimos dias e acabei numa compulsão danada! Aos poucos estou tomando consciência disso e buscando melhorar sempre, contando com as suas dicas claro!?
Estou precisando de uma nutri tbem, sinto que falta orientação entende! Daí se eu não entrar nos eixos, clamo por ti!!!! hehehe
Mas antes disso poderíamos colocar em prática aquela nossa caminhada do final de semana hein!? O que acha???? rs
Beijos Lu, obrigada pelo carinho de sempre!!!!

Mrs_Dalloway disse...

Minha primeira visita aqui!
Adorei o seu blog e especialmente esse post!!! Em boa hora...

Beijos

Estar Bem corpo & Alma disse...

OLÁ LUCIANA?
Estou lhe oferecendo um selo em meu blog pelo seu grande trabalho!
caso você queira é só busca-lo ok?
beijos.

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel site. :)

Flavinha disse...

digo sempre não podemos ter medo da comida e sim um controle sobre ela.

quem põe a comida na boca somos nos mesmo temos q nos policiar e para comer algo calórico fazer uma programação a cinturinha agradece e a balança tb.vale a pena bjos

Leandro Cardoso disse...

Tem um presente para vc no meu blog, abraço!!!!

Dani disse...

Oi Lu!!!
Te indiquei para receber um selinho, qdo puder vai lá buscar!!! ;)
Beijos

Fabiana disse...

Já tive muitas compulsões e adorei seu post, aprendi q sou mais forte q qualquer alimento.
By fabiana((=

Deixei um selinho no meu blog pra vc...
è de coração se gostar pega lá...
Beijos..

Tâm disse...

Nossa achu que esse é o problema de qq pessoa que emagrecer!eu msm comu pela olho!e n pq eu to com fome!!Temos que nos controlar ppq o resultado compensa e muito!!sou nova no blog me faz uma visitinha vou te linka ta bom??
bjinhus

KAYA disse...

Vc tem razão Lu, quando fala sobre a compulsão. Isso é o pior problema em dietas! Mas realmente é uma questão de não desistir e procurar segurar a onda! Eu comia muito chocolate...não sabia comer um bombom, tinha que ser no mínimo 4! Uma duodenite me tirou todo tipo de gordura do cardápio. Fiquei mal, mas hoje, já curada, posso comer um bombom, sem ter vontade de derrapar ladeira abaixo...hehehe
É uma questão de reeducação mesmo!
Bjks! Linkei seu blog no meu... assim posso sempre estar presente por aqui.

nanda disse...

Lu, vc adivinhou o que aconteceu comigo ontem: Compulsão, o problema eu nem sei porque ataquei o doce de coco, o post foi: Eu ataquei mas não escrevi o que, estou te contando pq vc deve me entender estou seguindo a dieta de south beach, estou na primeira fase, e ela é muito restritiva, não pode comer doces de jeito nenhum mas é permitido balas e chicletes sem açúcares...ah vou aproveitar e te perguntar, qndo na embalagem tem assim por 12 balas: carbs 19g sendo que dos quais açúcares 0g Polialgumacoisa 19g, esse carboidrato é ofensivo a dieta de south beach??

E voltando a compulsão, eu sou mto ansiosa mas não dá pra ficar tomando banho toda hora né, senão vou ficar o dia todo embaixo do chuveiro, mas procuro sempre me controlar!

Bjos Lu

Dani disse...

Oi Luciana! Depois de descobrirmos onde está o gatilho que dispara a compulsão parece que tudo fica muito mais fácil... Fico feliz comigo quando consigo, porque sei exatamente como desviar o foco da comida...
Obrigada por sempre nos trazer textos tão importantes!
Beijossssssssssss

Vivian Sbrussi disse...

Parabéns pelo post!!!
ótimooooo!!!

compulsão!!! aiaiaiia, esse tá sendo o meu problema!!!


bjoo