domingo, 8 de março de 2009

Dia da Inclusão Social -09/03/2009

.





Como não poderia deixar de ser, vou falar sobre a discriminação que as pessoas obesas sofrem em função da falta de informação e preconceito.



Vivemos um momento em que as mulheres e homens magros são valorizados, símbolos da máxima beleza e de status.


Porém ao mesmo tempo, sofremos um bombardeio de imagens, propagandas maciças de sanduíches, batatas fritas, refrigerantes, enfim, não conseguimos passar pelo caixa do mercado e até no caixa da farmácia sem estarmos rodeados de comida, e o pior, calóricas, imagine a incongruência, dentro de uma farmácia, onde a priori, a palavra saúde deveria reinar.


Somos vulneráveis, estamos vulneráveis, pois muitas vezes o bombardeio de informações sobre comidas, fast food, invadem nossas casas pela televisão, revistas, e até imaginem, gibis!


Vivemos em uma sociedade que gera a obesidade e absurdamente a repele, discrimina. Quantas vezes ouvi pessoas em alguma reunião social dizer: funcionária gordinha nem pensar não têm agilidade nenhuma.


Eu pessoalmente já tive uma ótima, aliás, melhor do que muitas magrelas que tem por aí. Mas, essas mensagens tomam uma proporção enorme, gerando uma discriminação imensa em relação a essas pessoas, o que gera constrangimento, desemprego, depressão, isolamento social.


Obesidade é uma doença, e atualmente considerada uma epidemia. Uma projeção realizada recentemente pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica mostra que 63 milhões de pessoas a partir dos 18 anos de idade têm peso acima do normal, sendo que, desse total, 15 milhões são considerados obesos e 3,7 milhões são obesos mórbidos. Os números são impressionantes, mas o Brasil ainda não está na lista dos países supergordos, o que pode mudar em breve. Segundo a Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição, o número de pessoas com excesso de peso ou obesidade no Brasil praticamente dobrou nos últimos 30 anos. Se o crescimento continuar nesse ritmo, o número que hoje é de 13% de obesos passará, em 2030, para 33% (dados da ABESO).


Na revista Época de fevereiro, temos o depoimento Cid Loureiro Penteado Júnior, onde ele relata: Obesos tentam manter o bom humor e chamar atenção pela simpatia, mas sofrem muita discriminação, principalmente na televisão, em programas humorísticos. Não se fala mal dos negros, de pessoas com câncer, lepra ou HIV. Mas há quadros humorísticos inteiros discriminando obesos e o próprio obeso se coloca naquela posição. Eu fundei a ONG Contra Peso Brasil, em 2005, para tentar mobilizar a sociedade contra esse tipo de preconceito. Isso não quer dizer que a sociedade tenha que se adaptar ao obeso. Se você cria condições para o obeso viver confortavelmente, provavelmente ele vai piorar e aumentar ainda mais seu peso. Tem que investir em piscinas, pistas de corrida e academias. “Fazer o comerciante mudar a estrutura de seu estabelecimento – colocando assentos especiais para obesos, por exemplo – só favorece o aumento da doença.”


Ações como a de Cid é de extrema importância, vivemos de aparências, deixamos de lado valores básicos de humanidade, respeito, cidadania, afeto, tolerância, um mundo consumido pelo egoísmo, pelas buscas pessoais.


Precisamos rever valores, cuidar do planeta, preservar, amar e realizar.


Vamos pensar em qual o nosso papel aqui, e vamos promover um mundo melhor e claro, sem PRECONCEITO!!!



Luciana Kotaka
Curitiba -PR




23 comentários:

Fanta Diet disse...

12 MANDAMENTOS DAS MULHERES:

1-Mulher não mente,
e sim omite os fatos.
2-Mulher não fofoca,
mas sim troca informações.
3-Mulher não trai,
se vinga.
4-Mulher não fica bêbada,
entra em estado de alegria.
5-Mulher nunca xinga,
apenas é sincera.
6-Mulher não grita,
testa as cordas vocais.
7-Mulher nunca chora,
lava as pupilas dos olhos com freqüência.
8-Mulher nunca olha para um homem sarado com segundas intenções,
apenas verifica suas formas anatômicas.
9-Mulher sempre entende o que o homem diz,
só pede que explique novamente para testar sua capacidade de raciocínio.
10-Mulher não sente preguiça,
descansa a beleza.
11-Mulher nunca sofre por amor,
e sim entra em contradições com os sentimentos.
12-Mulher nunca engana os homens,
pratica o que aprendeu com eles...!!!

FELIZ DIA DAS MULHERES!!!
BEIJOS, FANTINHA.

Dani disse...

Luciana, seu texto saiu ótimo! É muito difícil até para quem faz a RA(que te permite comer de tudo com sabedoria) não sofrer a tentação das ofertas de comida que somos bombardeados...
Por isso ainda aposto na nossa mudança de atitude. É ela que fará o mundo melhor... Se cada um fizer sua parte, um dia poderemos virar o jogo...
Adorei te conhecer melhor!!! Beijos e ótima semana!

Lotus Blossom disse...

Eu que começo hoje a caminhada para eliminar 20Kg porque estou acima do peso e sinto que há diferença de tratamento. Em particular nas lojas de roupa, de acessórios, sapatarias mas especialmente no ginásio. É incrível mas eu não consigo sentir-me bem no ginásio com excesso de peso. Aliás as pessoas com excesso de peso precisam mais de lá ir que as magras que passeia e exibem o corpo no ginásio.
O comportamento dos funcionários não é igual, nomeadamente dos instrutores que ficam na sala.
E a reacção da mulherada no balneário é muito desconfortável: com os olhares, comparações até risadinhas...
Nem imagino como se sentirá uma pessoa obesa nesses sítios.

Mauri Stern Boffil disse...

Eu já sofri preconceito por ser gordo... É muito dificil... Mas, depois, eu aprendi a mandar beijo praqueles que apontam o dedo na minha cara.
Abraçãozão

Anne costa disse...

Infelizmente nossa sociedade é muito preconceituosa né Lu.
È a tal mania de avaliar o livro pela capa,ouço muitas pessoas criticando principalmente os obesos,já reparou que os cargos de secretária muitas vezes são ocupados só por mulheres magras.
Outro dia lí,sobre uma aeromoça que seria demitida caso não emagrecesse e olha que ela era competente e trabalhava anos na empresa.
Tá na hora de mudar os conceitos,se quizermos mesmo um mundo melhor.
Competência não está relacionado aos números da balança,na cor da pele e na classe social.
Acorda meu povo.

Beijos e uma ótima semana!!!

Dani disse...

Isso aí Lu, sempre mandando muito bem nos seus posts!!!
Ótima semana pra vc amiga, beijos!

Esposa Feliz! disse...

Oi querida!
Obrigada pela força! Pelas suas palavras!
Vi pelas suas palavras o quanto vc ama os animais assim como eu amo.

Qto ao seu post, concordo plenamente.
Qdo fiz faculdade de moda, tive de fazer um trabalho que era um editorial de moda, como se fosse para alguma loja e cada aluno escolhia como iri afazer, aonde, modelo...Eu fiz na época com uma amiga morena/mulata, gordinha, com cabelos cacheados e linda!!!!!!!!!
Enquanto todos fizeram com magrelas de cabelos alisados.
Ganhei nota 10.
:)
Meu Brechó: www.lisoepintada.blogspot.com

Beijos!
Fica com Deus!

Christi... disse...

Gostei muito, acho importante destacar esse assunto, porque é muito falado, mas com muitas ações que precisam serem tomadas, a questão do preconceito, e da abordagem maior que o tema deveria ser tratado.

Gostei daqui,
bjs,
Chris

Luciana disse...

Olá minha linda flor!!!
Tudo bem?!
Perdôe a ausência por aki,mas estive um tanto aflita com uma porção de coísas,mas já passou!!!
Q maravilha de texto hein Lu,por estas e outras sei que todas nós nunca podemos deixar de lutar por nossos direitos não é mesmo!!!
Mil bjinhos,e até breve!!!

cris disse...

oi lu td bem????????
bom infelizmente a midia esta a favor daquilo que dá lucro..fast food, refrigerante, cerveja, petiscos td em nome de "prazer" e"Praticidade" da vida moderna...e ainda fazem aqueles comerciais com modelos saradérrimas...pura enganaçao
bjos te mais

Sandra disse...

Oi Lu, ótima matéria viu? Já sofri na pele o preconceito, e dentro da minha própria casa, aliás em todos os lugares. Ultimamente não sei o que houve comigo estou totalmente compulsiva, com vontade de comer o mundo!!! Rrsrsr odeio qdo isso acontece. Bjos amiga!!!

Compondo o olhar ... disse...

ótimo seu texto... adorei sua colocção!! visitei varios amigos e todos se colocaram de uma forma só sua. gde esta iniciativa... aprendi muita coisa com tudo isso.
parabens!!!

abraços

Philip Rangel disse...

Muitas vezes pergunto como que simples atos de verdade como foi desempenhado pela Ester, nos faz entrar nesse mundo magico de verdade; esse mundo que ao mesmo tempo falamos de algo serio, encontramos novos amigos, novos conteudos. Isso se chama mudança, isso é incluir na sociedade, mostrando o que somos capaz. E hoje ao ler seu conteudo deparo com varias suspresas como essa, que faz eu parabenizar a vc.. pelo excelente trabalho...

Continuemos....abraços

"A gente nao faz amigos, reconhece- os"
Vinicius de MOrais

Sibele disse...

Olá, Luciana!Td bem?Pois é o preconceito contra os obesos é enorme, quanto a seleção de emprego minha médica já cansou de me falar isso, que apesar dela saber que isso não é tão sério como outras compulsões, como bebida e droga, por exemplo,os selecionadores levam isso em consideração na hora da entrevista.E teve algumas vezes que eu acho que perdi a vaga por isso, pq meu currículo é perfeito, sou comunicativa, sei me expressar e tal, mas na real não quero encanar muito com isso se não acabo pirando.Temos que fazer a nossa parte e tentar diminuir o preconceito. E com certeza a obesidade, assim como a depressão são males do século 21.Com certeza é uma incongruência a mídia exibir modelos e atores magérrimos e queres nos vender inúmeras porcarias que só servem pra engordar. Pois é vivemos num mundo onde os valores estão distorcidos, valoriza-se muito o ter, o parecer e infelizmente esquece-se do SER...
Beijos

A Borboleta disse...

Lu é verdade, post maravilhoso beijos

Dani disse...

Oi Luciana! Quie bom que gostou do post... O Objetivo era ser algo que pudesse fazer sentido para as pessoas. Beijos, querida!

Camila Vila Nova Wanderley disse...

Oi luciana!
achei muito interessante essa sua pesquisa. Mas tem alguns pontos que eu achei interessante.

Em um ponto diz que a obesidade é uma doença e eu concordo.
e em outro ponto, o tal Cid diz assim: "Não se fala mal dos negros, de pessoas com câncer, lepra ou HIV. Mas há quadros humorísticos inteiros discriminando obesos..."

Obesidade, cancer, lepra e HIV são doenças.
Ser negro não é doença. Ele foi muito infeliz com esse comentário. Ele uniu as doenças com a cor da pele e não gostei nada disso. Eu entendi a maneira que ele quis falar, mas é como se o racismo ficasse subliminarmente.

A outra coisa que ele diz é:
"Fazer o comerciante mudar a estrutura de seu estabelecimento – colocando assentos especiais para obesos, por exemplo – só favorece o aumento da doença.”

Eu concordo em parte com ele. Mas por exemplo. Tem gordos, inclusive eu as vezes, que tem suuper dificuldade de passar na catraca do onibus.
Então quer dizer que somos nós que temos que nos adaptar a catraca e não a catraca a nós? Se eu fosse uma obesa que NAO conseguisse passar pela catraca, entao eu nao teria o direito de andar de onibus?

Eu entendi o que ele quis dizer, mas ele foi infeliz de novo.
A sociedade de hoje está com novas discussões sobre INCLUSÃO que falam justamente dos espaços físicos.
Se os espaços físicos nos excluem, então quem vai nos incluir?
Será que deixar TUDO PARA MAGROS vai fazer os gordos ficarem magros ou os gordos se EXLUIREM da sociedade? Muitos podem até se dobrarem em dois para ficarem magros o mais rápido possível, mas quais as consequencias psicologicas disso?
Quantas pessoas que não conseguissem ficar magros iriam se matar, se trancar dentro de casa, nos hospícios, nas casas de tratamento psicológico..
O fato é que tem muitas coisas ainda a serem discutidas e as coisas não são tão fáceis assim.

Bem, é o que eu acho apenas!
Mas muito interessante, gostei da discussão!

beijokas moça! Fica com Deus!

Isa disse...

Olá.
Eu que nunca fui obesa, tive apenas um sobrepeso, ja passei por alguns constrangimentos, imagine quem esta bem acima do peso o quanto não sofre.
Não tenho o costume de julgar ninguém pela aparencia, sou muito solidaria com o ser humano, eu dou sem esperar nada em troca.
preconceito é uma coisa absurda.
seja qual for o motivo.
ninguém é melhor do que ninguém.
beijo
isa

Luka disse...

Por isso diga NÃO AO PRECONCEITO..
bjos

@line disse...

Nota ZERO para qualquer preconceito!
Por isso adorei a campanha da Dove: mulheres de verdade!!!
:D
Adorei o post!
Bjokas

disse...

Oi... saudadinhas!!

Como sempre AMEI o post, estava falando disso estes dias.

As pessoas colocam mta ênfase nos preconceitos raciais e homossexuais, mas acabam esqcendo dest tipo de preconceito, q na minha opinião ESTA NA MODA.

ABAIXO QLQR TIPO DE PRECONCEITO...SEM COMENTÁRIOS.

Ótima semana, beijoosss doces p vc tb

Vera disse...

Não suporto preconceitos e esse que existe com obesos acho o fim! O fato de a pessoa ser gordinha não significa em nada que ela não tenha muitas vezes, mais cultura e preparo para as tarefas que tem que desempenhar! E concordo plenamente com vc que muitas vezes, isso só faz com que o obeso, com sua auto-estima piorando, acabe comendo mais e isso se torna um ciclo vicioso!
Post maravilhoso!!!
Bjks!!

www.sualista.com.br disse...

www.sualista.com.br